A cannabis na cultura judaica vira exposição em NY

A cannabis na cultura judaica vira exposição em NY

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

A exposição leva acervos do uso da planta desde a época medieval até os dias de hoje em comunidades judaicas

Reprodução/DASartes

Já falamos aqui que a cannabis fez parte da cultura judaica ao longo da história, tanto espiritualmente falando quanto na política. Agora, as evidências dessa trajetória virou parte de uma exposição na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

A Am Yisrael High: The Story of Jews and Cannabis (A história do judeu e da maconha, em tradução livre) está em exibição no YIVO Institute for Jewish Research, em Manhattan e revelam a presença da planta no judaísmo por meio de imagens e manuscritos, pôsteres, cachimbos e livros. 

Os resquícios mais antigos dessa cultura, ainda estão em exposição ao lado do movimento de legalização do século XX.

Cultura judaica canábica em vários contextos

A amostra é feita pelo curador Eddy Portnoy, que buscou identificar comunidades judaicas que usaram a cannabis não só no seu país, mas também na África, na Ásia Central e na Europa. 

Portnoy traz não só o uso da planta no contexto recreativo, mas também na fabricação de óleos e incensos ou na fabricação de tecidos.

Além de fotos e registros, há um pôster feito especialmente para a  obra do ex-ilustrador do High Times, Steve Marcus, com uma nuvem de fumaça emergindo do centro formando os números 420. 

O número popular em referência à erva também é a tradução numerológica de fumaça em hebraico.

A exposição está fazendo sucesso por lá, ainda mais porque o artista AJ Weberman distribuiu baseados para os visitantes que esperavam do lado de fora. 

A exposição ficará no YIVO Institute for Jewish Research em Nova Iorque até abril.

Conte com a gente 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta com um médico prescritor, passando pelo processo de importação do produto até o acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas