Agências reguladoras do Colorado emitem Recall devido a mofo em cannabis medicinal

Agências reguladoras do Colorado emitem Recall devido a mofo em cannabis medicinal

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

As flores contaminadas são da varejista The Living Rose. Consumidores devem destruir os produtos ou devolvê-los às lojas das quais foram comprados

Foto: Shutterstock

A revista High Times noticiou que, na última quarta-feira (2), um aviso de saúde e segurança foi emitido por duas agências reguladoras de Colorado/EUA, depois de identificar níveis “potencialmente inseguros” de levedura total, mofo e o fungo Aspergillus na flor de maconha medicinal.

O aviso foi emitido pelo Departamento de Receita do Colorado (DOR) e pelo Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente do Colorado, dizendo que o mofo foi encontrado em níveis acima dos valores aceitáveis, em lotes de cannabis medicinal que não foram submetidos a testes pela Divisão de Fiscalização da Maconha do estado.

O botão contaminado veio de um produtor conhecido como The Living Rose, um varejista de cannabis medicinal em Colorado Springs.

Leia também: Empresa recebe ‘bolsa cannabis’ para desmistificar a planta

É considerado pelas agências uma ameaça à saúde e segurança pública quando se descobre que a planta tem níveis totais de mofo e Aspergillus acima dos limites aceitáveis ​​estabelecidos pelos regulamentos de cannabis do Colorado.

O documento ainda orienta os consumidores a comparar os números de licença e de Lote de Colheita com os registrados no comunicado. 

Caso encontrem os mesmos números, a orientação é destruir os produtos ou devolvê-los às lojas das quais foram comprados, para que se faça o descarte adequado. 

Os consumidores que já fizeram uso e experimentam efeitos adversos “devem procurar atenção médica imediatamente e relatar o evento à Divisão de Fiscalização da Maconha enviando um Formulário de Relatório MED.”

Leia o comunicado aqui.

Consulte um médico 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e inclusive, indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde a achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

 

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas