• 17 de maio de 2022

Consumidores de cannabis são mais bem-sucedidos, diz estudo

 Consumidores de cannabis são mais bem-sucedidos, diz estudo

A pesquisa destacou que, além de mais bem-sucedidos, também são mais motivados e têm uma preocupação maior com a saúde. 

Os estereótipos negativos que rondam os “adeptos” da planta há muito tempo contribuíram para o estigma que perdura até hoje, mesmo com a legalização se espalhando pelo mundo e dando origem a uma das indústrias de crescimento mais rápido do planeta. 

Porém, dados divulgados recentemente visam apagar esses estereótipos.

Mudando a visão

A empresa de tecnologia de cannabis, Dutchie, conduziu recentemente um estudo com cinco mil consumidores adultos de cannabis nos Estados Unidos e Canadá, buscando fornecer uma compreensão mais precisa do usuário moderno de cannabis.

Os dados revelaram que, ao contrário da descrição desatualizada “Lento e Confuso”, os consumidores de cannabis hoje são pessoas bem-sucedidas, motivadas e preocupadas com a saúde. 

“Fumo maconha, defendo-a a nível pessoal, mas também sou investidor e empresário. A oportunidade na cannabis é clara, e esses dados destacam que os consumidores têm formação acadêmica em sua maioria, e com mais poder de compra do que esses estereótipos fariam você acreditar”, comentou Snoop Dogg, famoso rapper e cofundador da Capital Green House, investidora na Holanda, quando questionado sobre os resultados. 

Estudo

De acordo com a pesquisa, os consumidores de cannabis têm educação avançada – 54% têm diploma universitário ou superior – e são mais propensos a participar do mercado de trabalho do que o norte-americano médio.

Os consumidores de cannabis não são apenas maconheiros: são médicos, advogados, mães, professores, artistas, atletas olímpicos e jornalistas de alto nível, diz Ross Lipton, cofundador e CEO da Dutchie.

“É hora de esclarecer as coisas de uma vez por todas. Estigmas negativos em torno da cannabis – para não mencionar a super criminalização – devem ser coisa do passado”. 

Comentou também que o objetivo das pessoas no uso é relaxar, além de ser um elemento crucial para uma rotina saudável e com bem-estar. E que os benefícios da cannabis precisam ser disseminados ainda mais. 

Os consumidores da planta também são predominantemente do sexo feminino, especialemente porque as conversas sobre a saúde da mulher se expandem para incluir o uso de cannabis para o alívio, por exemplo, de dores mentruais e para ajudar no sono ou no estresse.

Um estilo de vida ativo

O mito dos usuários de cannabis como preguiçosos sedentários é simplesmente infundado, sugere o relatório. 

58% dos entrevistados relataram ser fisicamente ativos e gostar de caminhadas e de praticar esportes. Além disso, 57% se autodenominam preocupados com a saúde. 

No geral, essas pessoas pensam que a cannabis é melhor para a saúde do que o álcool ou o tabaco, e muitos a consideram parte de sua rotina de saúde. 

Um cenário ideal para adquirir a cannabis

Legalmente e por meio de uma experiência de compra segura, transparente e conveniente. 

55% dos entrevistados procuram dispensários para essa experiência, enquanto 24% preferem fazer compras on-line. A transação do beco foi substituída por telas sensíveis ao toque e fornecedores de confiança. 

“Os consumidores querem comprar cannabis de forma legal e conveniente”, explica Lipson.

No geral, a pesquisa sugere que os usuários de cannabis são um grupo diversificado de membros da comunidade que contribuem, inteligentes e trabalhadores. 

Os usuários de cannabis são amigos, pais, avós, pessoas buscando o alívio do estresse, usuários dos medicamentos… 

Os dados mostram uma imagem mais completa e moderna do consumidor – que deve ajudar a normalizar o uso de cannabis no inconsciente coletivo à medida que a legalização se espalha pelo mundo.

Arthur Pomares

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por café, futebol e boa música. Axé.

Mais Notícias