Fumar maconha e treinar: faz sentido?

Fumar maconha e treinar: faz sentido?

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Muito tem se falado dos benefícios da aplicação da cannabis para os praticantes de exercícios físicos. Seja como pré-treino, seja para a melhora da recuperação muscular ou por outros fatores envolvidos na performance esportiva, o uso da cannabis medicinal tem auxiliado muitos esportistas a otimizarem sua rotina de exercícios físicos. 

Mas será que todas essas vantagens são visualizadas também através do uso fumado da planta?

De acordo com um estudo publicado em 2021 pela revista Preventive Medicine, usuários de maconha que utilizam a substância em suas rotinas de exercícios relataram treinos mais consistentes e em maior volume, melhor saúde mental e melhor imagem corporal em comparação com os não usuários.

Uma possível explicação para esses relatos positivos é que os fitocanabinoides, isto é, as moléculas presentes na planta da maconha, como o THC (tetrahidrocanabinol) e o CBD(canabidiol), exercem no nosso corpo um efeito similar ao dos endocanabinoides – as moléculas que agem no sistema endocanabinoide e são produzidas pelo nosso organismo. 

Esse efeito, muito estudado, é o “runner’s high”, a famosa sensação de bem-estar, euforia e relaxamento que o exercício físico de moderada a alta intensidade causa.

Prejudicial ou não?

O “runner’s high” mediado pelo uso inalatório da cannabis é tão importante na comunidade esportiva que já foi relatado em outro estudo de 2019, da Frontiers in Public Health.

Foi demonstrado que nos estados norte-americanos em que o acesso à cannabis é legalizado, os praticantes de atividades físicas e exercícios regulares que faziam uso da substância, antes ou após os treinos, tiveram um aumento na motivação, no prazer e na recuperação muscular.

Apesar dessas evidências positivas, ainda há a questão do fumo que é tão desvinculado de uma rotina de saúde e bem-estar. Será mesmo que o uso inalatório da cannabis é tão prejudicial assim?

Ainda não temos todas as respostas para essa pergunta.

Benefícios

Pensando nos benefícios do uso da cannabis fumada em comparação às outras formas de uso, o fator mais evidente é a absorção e consequentemente o início do efeito mais rápido. 

Ou seja, o controle de sintomas agudos como crises de ansiedade, estresse, dor, insônia, com o uso inalatório é eficaz. Flores de cannabis que possuem genéticas mais estimulantes, auxiliando na motivação e na sensação de euforia, a rigor, poderiam também ter uma aplicação no pré-treino. 

Alguns atletas profissionais, inclusive, como o ultramaratonista Avery Collins e o jogador aposentado da NFL, Ricky Williams, fazem o uso das flores de cannabis com esse intuito.

Um fato ligado à diminuição da performance esportiva e que preocupa em relação ao uso fumado da planta, é que o ato de fumar em si gera um processo de combustão com a liberação de substâncias que podem ser prejudiciais para as vias aéreas. 

Mas…

Entretanto, algumas pesquisas recentes mostraram que, ao invés de afetar negativamente a capacidade respiratória, o uso inalatório da cannabis pode até aumentar essa capacidade. 

A causa disso não é clara, mas os efeitos broncodilatadores e anti-inflamatórios da cannabis podem ser relevantes.

Obviamente, mais trabalhos são necessários para abordar os efeitos, a longo prazo, da cannabis fumada na função pulmonar e seus reais benefícios e riscos. 

Atualmente, existem diversos produtos à base de cannabis, em diferentes formas de uso – óleos, tinturas, gummies, cápsulas – que podem substituir o uso fumado da planta. 

À despeito disso, caso você queira fumar e acredite que isso ajude mesmo na sua performance esportiva, o ideal é sempre procurar flores de qualidade, legais, com os fitocanabinoides adequados para você e tentar optar pela vaporização, que apresenta menos riscos para as vias aéreas e um maior aproveitamento dos produtos.

Sobre as nossas colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas