Laos aprova produção regulamentada de cannabis para uso médico e industrial

Laos aprova produção regulamentada de cannabis para uso médico e industrial

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Foto: Freepik

Texto traduzido do The Star

O Ministério da Saúde do país emitiu um comunicado em que aprova a produção e distribuição de cannabis terapêutica, além de apresentar as regras que as empresas devem seguir para produzir e vender em Laos, país do sudoeste asiático.

A aprovação estabelece que as sementes produzidas no país devem ser registradas, categorizadas e a quantidade de THC (tetrahidrocanabinol), deve ser controlada.

Agora, o ministério permite que empresas certificadas usem o CBD (canabidiol) para fins médicos, embora o THC não deva exceder 1% ou 0,2% para produtos brutos e processados.

As empresas certificadas também devem construir um ambiente fechado e instalações para manter a qualidade do produto.

Outros produtos

A gora, até suplementos com CBD como ingrediente principal, podem ser comercializados, contanto que o  THC esteja abaixo do estabelecido. Os produtos poderão ser vendidos desde que coloquem instruções no rótulo do produto.

A venda, distribuição e uso geral de cosméticos, bebidas e óleos aromáticos contendo CBD como ingrediente principal e registrados pelo Departamento de Alimentos e Medicamentos do ministério também são permitidos.

A aprovação veio depois que o país formou um comitê de força-tarefa para realizar um estudo sobre o potencial da planta.

Mercado de Cannabis

O mercado de produtos à base de cannabis é muito promissor, mesmo no Brasil. A Dr. Cannabis oferece um curso introdutório de 40 minutos para quem quer ter mais informações sobre esse setor e suas oportunidades. Custa menos de R$100. Inscreva-se aqui

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas