Mário Sérgio Cortella comenta sobre cannabis no SUS em SP “Um gestor deve cuidar de todos”

Mário Sérgio Cortella comenta sobre cannabis no SUS em SP “Um gestor deve cuidar de todos”

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

O filósofo falou principalmente da posição do novo governador sobre o tema, uma vez que se elegeu com uma posição mais conservadora

(Foto: Felipe Gabriel/Istoe)

Depois da aprovação do Projeto de Lei 1.180 em São Paulo, que permitiu a distribuição de cannabis medicinal no SUS (Sistema Único de Saúde), o assunto repercutiu por todo o país e foi comentado até por Mário Sérgio Cortella à Rádio CBN.

A aprovação da proposta virou o tema dos noticiários porque o novo governador do estado, Tarcísio de Freitas (Republicanos), se elegeu na sombra do bolsonarismo com pautas mais conservadoras. 

Trabalho do gestor público

Contudo, Mário Sérgio Cortella não estranhou a notícia. O filósofo tem um espaço na rádio em que promove reflexões e provocações sobre o cotidiano e as relações humanas.

Depois da decisão, ele comentou que é tarefa do governador atender a toda a população e lembrou das inúmeras evidências científicas da cannabis. 

“A tarefa de um gestor público é estender à população que ele ajuda a cuidar, as condições para que ela tenha um maior nível de bem-estar”.

O filósofo ainda comparou a cannabis ao ópio, em que, apesar de proibida, também é necessária na fabricação de morfina e codeína. “A diferença entre um remédio e um veneno é a dose”, acrescentou. 

Conte com a gente 

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas