Novo estudo diz que faltam evidências da ‘ressaca’ de cannabis

Novo estudo diz que faltam evidências da ‘ressaca’ de cannabis

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Foto: Freepik

Texto traduzido do NORML

Parece que a maioria dos dados disponíveis falha em alegar que a cannabis pode afetar a função cognitiva ou o desempenho de tarefas sensíveis de segurança 24 horas após o consumo, de acordo com uma revisão científica publicada na revista Cannabis and Cannabinoid Research.

Uma equipe de pesquisadores australianos revisou dados de 20 pesquisas envolvendo 458 indivíduos. Estudos selecionados avaliaram o desempenho dos indivíduos 12 a 24 horas após a dosagem de THC.

Os investigadores não conseguiram identificar nenhuma evidência dos chamados “efeitos no dia seguinte” específicos do THC (tetrahidrocanabinol) em 16 dos 20 estudos revisados.

Poucos estudos evidenciam os efeitos prejudiciais

Eles concluíram que um pequeno número de estudos observou efeitos negativos (ou seja, prejudiciais) do THC no dia seguinte na função cognitiva e em tarefas sensíveis à segurança.

No entanto, estudos de alta qualidade e uma grande maioria de testes de desempenho não mostraram que os efeitos foram prejudiciais.

No geral, parece que há evidências científicas limitadas para apoiar a afirmação de que o uso de cannabis prejudica o desempenho no dia seguinte.

O texto completo do estudo, “Os efeitos do uso de cannabis no dia seguinte: uma revisão sistemática”, aparece na Cannabis and Cannabinoid Research .

Consulte um médico 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta com um médico prescritor, passando pelo processo de importação do produto até o acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas