Pesquisa: usar cannabis antes de cirurgias pode aumentar dores no pós-cirúrgico

Pesquisa: usar cannabis antes de cirurgias pode aumentar dores no pós-cirúrgico

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Depois de analisar mais de 30 mil pacientes, um grupo de pesquisadores percebeu que aqueles que utilizavam a cannabis sentiam mais dores no pós-operatório. Entenda

Se você faz o uso da cannabis e precisa fazer uma cirurgia, é bom tomar cuidado, pois a sua dor provavelmente pode ser bem maior caso você use a substância até 30 dias antes do procedimento.

Pelo menos, foi o que mostrou um estudo apresentado no último domingo (23) no congresso anual Anesthesiology 2022

Embora a cannabis seja um potente aliado contra dores crônicas, pesquisadores norte-americanos da Cleveland Clinic perceberam que pessoas com um histórico de cannabis tinham mais chances de ter dores maiores no pós-operatório. 

foto: freepik

Até 14% a mais

Para realizar o estudo, foram analisados casos de 34,5 mil voluntários com mais de 18 anos. Desses, 1,6 mil declararam usar a cannabis de alguma forma, seja no cigarro, no vaporizador ou até através do óleo. 

Todos haviam passado por alguma cirurgia eletiva, ou seja, uma operação programada e não emergencial em um período de 10 anos (entre janeiro de 2010 e dezembro de 2020). 

De acordo com os pesquisadores, aqueles que usaram a cannabis pelo menos uma vez nos últimos 30 dias antes de uma cirurgia eletiva, relataram 14% mais dores que os demais. Principalmente durante as 24 horas após a operação.

Consequência

Contudo, o fato pode ser uma preocupação ainda maior, quando levamos em consideração o aumento de remédios que será necessário para ajudar a controlar as dores.

Ainda segundo a pesquisa, a consequência disso foi o aumento de até 7% em opioides, em comparação com os voluntários que não utilizaram maconha nos últimos 30 dias. 

Leia também: A cannabis pode ser a solução para o fim dos opioides?

A principal autora do estudo, Elyad Ekrami, MD, observou que pesquisas adicionais são necessárias para definir melhor os efeitos da cannabis nos resultados cirúrgicos. Contudo, para a pesquisadora, “os médicos devem considerar que os pacientes que usam cannabis podem ter mais dor.”

Divulgado apenas no evento, o artigo ainda será publicado em uma revista científica em breve. 

Procure um Médico

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas