Quando um cuida bem do outro… 

Quando um cuida bem do outro… 

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Sabemos que o CBD (canabidiol) pode nos trazer diversos benefícios para a saúde e bem-estar, mas já pensaram em como podemos conservar e cuidar tão bem desse produto, tanto quanto ele cuida da gente?  

 Podemos evitar desperdícios ou que o produto estrague apenas com alguns cuidados e orientações simples de aplicarmos no nosso dia a dia.  

 Atente-se para a data de validade que está na embalagem ou no frasco.  

 É muito importante lembrar que essas datas valem para o produto com o frasco lacrado. Depois que o selo é violado, a taxa de degradação aumentará a depender do diluente utilizado pelo fabricante. 

Diluentes alcoólicos tendem a durar mais que os produtos diluídos em óleos vegetais. O tempo de exposição ao oxigênio também contribui para isso. 

Observe sempre as características do seu produto: o cheiro mudou? A textura está diferente? Isso pode ser resultado da oxidação e o uso deve ser descontinuado. 

 Guarde seu produto em temperatura ambiente, em um local seco e protegido da luz.  

Para obtermos os elementos medicinais da Cannabis, a planta passa por diversos processos e, um deles, resulta na formação do óleo ou tintura – uma das apresentações farmacológicas mais comuns para uso do produto. 

Normalmente, o óleo ou tintura já são acondicionados em frascos que impedem a incidência de luz sobre o conteúdo (os famosos frascos de vidro de cor âmbar, azul ou totalmente envelopados com o rótulo da marca). 

Isso é necessário porque o produto é fotossensível, ou seja, a luz pode alterar suas qualidades farmacológicas e, com isso, sua efetividade. 

Mantê-lo em local protegido da luz, principalmente da incidência de luz solar, garante a manutenção da temperatura do produto também.  

Lugares úmidos tendem a ser excelentes “berçários” para fungos e bactérias. Manter seu produto em local seco o protegerá de contaminações deste tipo. 

 Evite acidentes e proteja seu frasco quando precisar transportá-lo! 

 Outro cuidado muito importante também é deixá-lo armazenado em lugar plano, assim podemos evitar que o frasco caia e se quebre.   

 Caso você precise carregar o frasco para trabalhar, viajar ou ir em algum local em que vai coincidir com o horário de ingestão do mesmo, uma dica legal é ter uma bolsinha (tipo necessaire) exclusiva para ele, para só então colocar na bolsa/mochila. 

Não é obrigatório, mas a depender do lugar para onde você vai, bolsinhas térmicas também são uma ótima opção porque costumam ser mais grossas, protegendo o vidro de possíveis atritos e acabam ajudando a conservar a temperatura da medicação. 

Para viagens mais longas, embalar a medicação em plástico bolha também é uma alternativa segura!  

 Parece bobagem, mas não é! 

Agora você já sabe porque o cuidado com o frasco é de suma importância durante o seu tratamento. 

Assim, você garante a manutenção da qualidade do produto e evita interrupções no tratamento por desperdícios causados pela quebra do produto ou perda da sua eficácia.  

Participação especial neste artigo: Daniel Alves Fixa, enfermeiro navegador da equipe de Cuidado Coordenado da Cannect. 

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas