Uso diário de maconha pode trazer problema cardíaco, segundo estudo

Uso diário de maconha pode trazer problema cardíaco, segundo estudo

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Parece que o risco de diagnóstico de doença cardiovascular é 34% maior em pessoas que fazm o uso diário de maconha

Uso diário de maconha pode trazer problemas cardíacos, segundo estudo
Foto: Freepik

Parece que usar maconha todos os dias pode não ser uma coisa boa para o coração, pelo menos de acordo com uma pesquisa divulgada recentemente nos Estados Unidos. 

O estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Stanford  mostrou que o uso frequente do fumo e até da vaporização da cannabis pode aumentar em um terço os riscos de desenvolver DAC (Doença Arterial Coronariana). 

Trata-se de uma doença cardíaca causada pelo acúmulo de placas nas paredes das artérias que fornecem sangue para o coração. 

A pesquisa será apresentada neste final de semana (quatro e cinco de março) em um evento realizado pela revista American College of Cardiology, que divulgou o estudo.

Como o estudo foi feito

A pesquisa foi desenvolvida através da coleta de dados de um programa de pesquisa chamado All of Us, administrado por institutos nacionais dos EUA para monitorar as informações sobre saúde no país. Um dos questionários possuía perguntas sobre o uso de cannabis.

Foi então que os cientistas perceberam que 34% dos consumidores da erva tinham mais chances de serem diagnosticados com DAC, em comparação com as pessoas que não utilizam a planta. 

 Aqueles que utilizam maconha apenas uma vez ou menos no mês não mostram riscos significativos. 

Aguenta coração! 

Os resultados permaneceram iguais mesmo depois que os pesquisadores consideraram outras causas potenciais para a doença, como idade, sexo e fatores de risco (colesterol alto, diabetes tipo 2, obesidade, pressão alta, tabagismos  e abuso de álcool).

Parece que o uso diário da maconha pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial de forma rápida em cada uso, segundo o CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças). A fumaça e até a vaporização podem causar problemas ao coração, pulmões e vasos sanguíneos.

A American Heart Association, entidade voltada à saúde cardiovascular dos Estados Unidos, até divulgou uma declaração dizendo que fumar maconha ou inalar cannabis pode fazer mal para o coração.

Cannabis para doenças cardiovasculares

Por outro lado, o órgão acrescenta que o CBD (canabidiol) parece não causar danos ao órgão. Os estudos mostram um efeito oposto, como a redução de frequência cardíaca, pressão arterial mais baixa, vasodilatação maior.

Isso provoca uma menor resposta inflamatória. O que consequentemente, pode minimizar o risco do entupimento das artérias e provocar um infarto, por exemplo.

Consulte um médico 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta com um médico prescritor, passando pelo processo de importação do produto até o acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas