• 16 de maio de 2022

O mundo procura por Cannabis Medicinal

 O mundo procura por Cannabis Medicinal

Pauta cada vez mais forte: a comparação entre o Brasil e países legalizados no meio canábico. 

 

Apesar de ainda ser um tema novo, tanto para a sociedade quanto para a medicina, a procura por produtos feitos a base de cannabis vem aumentando cada vez mais, em diversas partes do planeta. 

Estudos científicos mostram o poder que os compostos da erva tem no tratamento de várias doenças, algumas delas, sem outros medicamentos que causem efeitos parecidos com o que a cannabis proporciona. 

Países como Holanda, Uruguai e Canadá já liberaram o uso da cannabis para todos os fins. A tendência é surgir a legalização em muitas outras nações, que já iniciam o processo de forma oficial. 

A informação sobre o assunto e a aprovação de quem consome produtos com canabinóides, vem fazendo com que a procura pelo óleo aumente, impulsionando o mercado, que já figura entre os principais potenciais econômicos para os próximos anos. 

Busca no Brasil 

Em um período de dois anos (entre 2019 e 2021), houve um aumento de 400% na busca por cannabis medicinal no país. Segundo a UFRJ, o número de solicitações cresceu de 8.552 para 33.796 durante esse intervalo de tempo. 

A legalização em outros países e o resultado que os tratamento a base de cannabis, vem aguçando a curiosidade de inúmeras pessoas. 

Doenças como Epilepsia, Alzheimer e Artrite Reumatoide são tratadas, em muitos casos, com os óleos extraídos da erva. O Canabidiol (CBD), por exemplo, vem sendo muito explorado dentro desse mercado. 

O impacto da cannabis para quem sofre com esses problemas, justifica o aumento da taxa de uso desses medicamentos em idosos. Se antigamente as crianças obtinham mais de 50% de espaço no meio, hoje em dia quem domina a procura são os mais velhos. 

Apesar desses números, por falta de legalidade suficiente, o Brasil não pode ser considerado uma potência econômica no âmbito canábico, diferente de outros países, que já projetam lucros astronômicos com a cannabis. 

E em países que legalizaram?

 

A legalização da cannabis permitiu o crescimento de um inovador mercado, que já registra números altos para esses países. 

No Canadá, no primeiro trimestre de 2020, essa indústria correspondia a 0,3% do PIB canadense, o que significa US$5,5 bilhões. Já nos Estados Unidos, que tem apenas o uso medicinal liberado, a previsão é de lucro bilionário até 2028. 

E não é só o comércio que deslanchou, já que isso também aconteceu no número de procuras. Em 2021, os norte-americanos registraram 38 milhões de usuários declarados. 

O aumento nas buscas e na comercialização não é por acaso. A descriminalização da erva permitiu uma via de mão-dupla entre população e estado, na qual os dois saíram beneficiados. 

A tendência, com a legalização, é que mais países possam fornecer melhores tratamentos para os seus habitantes e potencializar um novo mercado, que realmente, veio para ficar. 

 

Gustavo Lentini

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por futebol e pela comunicação.

Mais Notícias